Equipe da LATAM assina acordo para melhorar a malha aérea da PB



Com as presenças do diretor de Assuntos Regulatórios da Latam, Basílio Dias, a assessora jurídica da Latam, Tatiane Viana, a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, os secretários Lindolfo Pires (Turismo e Desenvolvimento Econômico), Waldson de Sousa (Planejamento, Orçamento e Gestão), Marcone Frazão (Receita) e o secretário executivo da Receita, Leonilson Lins de Lucena foi assinado acordo com o Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho visando aperfeiçoar a malha aérea, proporcionando uma evolução no número de frequências e maior divulgação turística da Paraíba.
A expectativa é de que haja um aumento na frequência de voos da companhia aérea ligando João Pessoa a Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo em cerca de 79%.
 Pelo acordo, o Governo do Estado vai reduzir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível da aviação para 9% em todas as operações da Latam, e, em contrapartida, a empresa, além de aumentar a frequência de voos, se compromete em fazer a divulgação do Destino Paraíba em diversas mídias da Latam Airlines.
Em março deste ano foi também assinado um convênio com a Gol Linhas Aéreas que vai viabilizar a implantação em julho de um voo semanal do Aeroporto Castro Pinto para Buenos Aires, na Argentina.


                                   Governador Ricardo Coutinho e Basílio Dias da LATAM
 “Já temos uma parceria com o Governo e agora estamos assinando um novo acordo que trará um acréscimo de cerca de 250 mil passageiros por ano para a Paraíba. Nós tínhamos 14 frequências e vamos chegar agora a 25 frequências, o que representa um aumento considerável de aproximadamente 80%. A parceria vai facilitar a vida dos passageiros que fazem os destinos oferecidos na cidade pela Latam, que são Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo”, garantiu o diretor de Assuntos Regulatórios da Latam, Basílio Dias. 
.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia