Brasileiros na compra de imóveis nos EUA

Foto: Divulgação (Google)


Em 2016, o mercado imobiliário de luxo dos Estados Unidos, principalmente em Miami, foi marcado pela retratação significativa na procura de empreendimentos por brasileiros. Muitos fatores contribuíram para essa diminuição: a alta do dólar, a crise política no Brasil e a incerteza na eleição norte-americana, que fizeram com os brasileiros colocassem o pé no freio em relação aos investimentos na terra do Tio Sam.

Durante sete anos os brasileiros lideraram a lista de compradores por aqui. A forte economia americana fortaleceu o dólar durante uma época em que os países latinos, juntamente com o Brasil, enfrentavam enormes problemas políticos e econômicos. As eleições americanas também não ajudaram com a vitória de Trump, muitos compradores ficaram com receio de investir em imóveis nos Estados Unidos achando que correriam o risco de ter a entrada no país vetada, pois durante sua campanha, o então candidato, prometeu uma política de imigração linha dura!”, explica Natalie Brabner, Diretora Internacional da ISG Group – empresaespecializada em comercialização, venda e soluções administrativas exclusivas para o setor imobiliário

Porém, nos últimos três meses, A ISG vem notando um aumento significativo na procura de grupos de investimentos americanos e internacionais, sendo os brasileiros também responsáveis por esse aquecimento no setor. Uma situação muito semelhante no mercado imobiliário aconteceu em 2010, quando foram anunciados imóveis de luxo com até 50% de desconto, não ficando muito diferente do atual momento. “Acreditamos em uma recuperação do mercado imobiliário do Sul da Flórida, começando no segundo semestre deste ano, e caso isso aconteça, em 2019, teremos a escassez total na oferta e entrega de projetos em lançamento, o que consequentemente, empurrará os preços dos imóveis lá pra cima”, finaliza Natalie.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia