ONU seleciona dois projetos da Paraíba para prêmio de excelência no serviço público

                                                                 Foto: José Lins

Dois projetos desenvolvidos pelo Governo da Paraíba – Rede de Cardiologia Pediátrica e Paraíba Unida pela Paz – foram selecionados para concorrer ao Prêmio do Serviço Público das Nações Unidas 2017 (UNPSA), considerado o maior reconhecimento internacional para excelência na área do serviço público. Com ele, a ONU premia as realizações criativas e contribuições de instituições de serviço público que levam a uma administração pública mais eficiente, inovadora e sensível em países em todo o mundo. Os vencedores serão conhecidos durante o Fórum do Serviço Público da ONU, que será realizado de 22 a 23 de junho, em Haia, na Holanda.

Lançado em 2003 para promover e apoiar inovações na prestação de serviços públicos em todo o mundo, o UNPSA foi revisto em 2016 e alinhado com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS); e em 2017 a Organização das Nações Unidas abriu candidaturas para premiação de excelência no serviço público em nível global.

O UNPSA 2017 tem as seguintes categorias, segundo a ONU: (1) Alcance os mais pobres e mais vulneráveis através de serviços inclusivos e participação; (2) Promoção da transparência, responsabilização e integridade no serviço público; (3) Inovação e excelência na prestação de serviços de saúde.

Sobre a Rede – A Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e a Organização Não Governamental Círculo do Coração. Em outubro do ano, completou cinco anos de atuação na Paraíba, com 147 mil crianças cadastradas; 12 mil consultas realizadas; 11 mil ecocardiogramas; 138 mil oximetrias; 532 cirurgias cardíacas; 1500 profissionais capacitados e duas mil cardiopatias detectadas.

Quando foi implantado, o serviço atuava apenas na capacitação dos profissionais, em especial neonatologistas, ultrassonografistas, pediatras e enfermeiros, visando o diagnóstico e tratamento das doenças cardíacas em crianças. Mas em 2013, a RCP deu um passo importante e ampliou o atendimento, com a criação da Caravana do Coração, com equipe multiprofissional (médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, professores e estudantes universitários) percorrendo várias cidades do interior da Paraíba, levando atendimento; realização de exames, a exemplo de ecocardiograma e oximetria; arte e cultura e a capacitação dos profissionais de saúde.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia