Médica de Campina Grande recebe o prêmio Faz Diferença

        Médica de Campina Grande, Adriana Melo e o Prêmio Faz Diferença (Foto: O Globo)

A médica de Campina Grande (PB) Adriana Melo, do Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto (IPESQ) – responsável por descobrir a relação do Zyca Vírus com a Microcefalia – recebeu o prêmio Faz Diferença, numa iniciativa do jornal O Globo, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan). 

A premiação chega à 14ª edição reconhecendo o trabalho e o talento de pessoas, instituições e empresas brasileiras que se destacaram em suas áreas de atuação em 2016.

Com 17 categorias, a doutora Adriana Melo recebeu o prêmio Personalidade do Ano, que também foi entregue à pesquisadora da Fiocruz Pernambuco Célia Turchi. 

A solenidade de entrega foi realizada no Copacabana Palace (Rio), com apresentação dos colunistas Míriam Leitão e Ancelmo Gois.

Adriana foi uma das primeiras médicas a perceber o aumento do número de fetos com malformação em 2015 e relacionar o fato com os sintomas de zika apresentados por mães no primeiro trimestre de gestação.

A pesquisadora Celina Turchi coordena a pesquisa que comprova cientificamente a relação entre o vírus e o elevado número de casos de microcefalia no Nordeste e, em 2016, foi eleita um dos dez nomes de maior destaque da ciência pela revista científica Nature.
.

Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia