Groupon completa mais de um ano que encerrou as atividades em Portugal



A Groupon, multinacional de compras online com descontos, está completando mais de um ano que fechou as atividades em Portugal.

Foi exatamente no dia 25 de Janeiro de 2016 que o Groupon encerrou definitivamente suas portas em Lisboa.

Para Nicola Cattarossi, diretor-geral para a Europa do Sul da multinacional americana, a decisão de fechar a plataforma de compras coletivas “não foi tomada levianamente”. “Procedemos a uma avaliação da nossa presença a nível global, e analisamos os mercados onde  existem condições para uma atividade lucrativa ”, afirmou

A verdade é que multinacional, que é cotada no Nasdaq, em Nova Iorque, não tem conseguido crescer e desde o ano passado já demitiu mais de 1100 pessoas e encerrou o programa de compras  em sete mercados.

Desde 2015, a empresa vem tendo prejuízos. As ações valem hoje aproximadamente dez vezes menos do que na data de estreia em bolsa, em Novembro de 2011.

A Groupon, que foi criada em 2008 e tinha chegado a Portugal em meados de 2010, com um modelo de funcionamento que consiste em disponibilizar, por períodos de tempo limitados, descontos na compra de produtos e serviços de outras empresas, que inclui refeições em restaurantes,  hotéis e viagens. Foi a primeira empresa a lançar o negócio das compras coletivas numa altura em que a crise económica impulsionou promoções e descontos no comércio.

Nos primeiros cinco anos de existência, a Groupon chegou a 48 mercados, depois de um ano e meio focada nos Estados Unidos. Rapidamente surgiram concorrentes com o mesmo modelo de negócio, além de sites que agregaram todos os descontos possíveis.

A verdade é que aquele impacto inicial nas compras coletivas com descontos deixou de ser novidade e agora os sites de compraonline já não são atrativos. E estão perdendo clientes diariamente e muitas já desapareceram.


Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia