Bisneto da princesa Isabel leiloa itens da família imperial brasileira



                        Bisneto da princesa Isabel, dom Pedro de Alcântara 


O bisneto da princesa Isabel (1846-1921), dom Pedro de Alcântara Carlos João Lourenço Miguel Rafael Gabriel Gonzaga de Bourbon de Orléans e Bragança, está leiloando itens da família imperial brasileira.
A razão para o leilão é a mudança do Palácio Grão- Pará onde mora como último integrante da família imperial brasileira, em Petrópolis (RJ), para um apartamento na cidade vizinha de Itaipava. 
Com o nome, “Pequenos Guardados”, o leilão está previsto acontecer hoje (19) e amanhã (20)  em um antiquário em Copacabana  no Rio de Janeiro.
Entre os itens em leilão estão a  coroa do bisavô conde d’Eu e louças raríssimas da dinastia chinesa Qing (1644-1911), bem como o cardápio do baile da Ilha Fiscal, a derradeira festa da monarquia, antes da Proclamação da República. Muitas peças, porém, já foram adquiridas por colecionadores pela internet.
Com os 395 lotes de itens, o aristocrata deve arrecadar cerca de R$ 1 milhão. 
Não é a primeira vez que o biólogo Dom Pedro Carlos se desfaz dos objetos da família imperial. Em 2006 , vendeu por R$ 500 mil ao Museu Imperial de Petrópolis a pena de ouro que a Princesa Isabel usou para assinar a Lei Áurea, que aboliu a escravidão em 1888.
A coleção também traz alguns itens curiosos, como o cortador de unha usado por dom Pedro Gastão, neto de Isabel (por R$ 190), litografias que retratam cenas do Brasil imperial, entre outros.
Eis alguns itens do leilão:

Brasão do império





Este brasão pertence à família real desde 1860 e foi esculpido em madeira policromada e dourada. Foi adquirido por R$ 42 mil.

Castiçais de prata

Estes castiçais franceses foram de propriedade de D. Pedro I. Eles foram decorados com guirlandas florais com elementos vegetais. Cada um tem 30cm de altura. O vencedor do lance levou por R$ 21 mil.

Coroa de Louros de Conde d’Eu

Antes de se casar com a Princesa Isabel, em 1864, o Conde d’Eu teve uma carreira notável como militar, lutando a favor das forças espanholas na Guerra dos Marrocos (1859-60). Por seus serviços prestados, o conde recebeu esta coroa de louros, vendida por R$ 18 mil.

Fonte: Vix (Thiago Ferreira)

Compartilhe on Google Plus

Escrito por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia