Caboclinhos: um Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil



                              
Caboclinhos: Foto Divulgação

Uma das maiores manifestações culturais de Pernambuco, os Caboclinhos, oficialmente é um Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. 

No dia 22 de dezembro do ano passado, o ministro da Cultura, Roberto Freire, com a presença do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, fez a entrega da certificação, em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. 

Na ocasião foram diplomados seis novos Patrimônios Vivos de Pernambuco e houve a sanção da Lei de Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco.

 Os Caboclinhos haviam sido reconhecidos pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como Patrimônio Imaterial do Brasil desde o dia 24 de novembro do ano passado.

Com o título, eles ficam inscritos no Livro das Formas de Expressão e têm garantido o reconhecimento, a valorização e a salvaguarda de um conjunto de bens culturais, saberes, fazeres e formas de expressão que o representam. 

Em nome dos caboclinhos, o presidente da Associação Carnavalesca dos Caboclinhos e Índios de Pernambuco, Erivaldo Oliveira, agradeceu a certificação. “Temos muito o que agradecer por esse reconhecimento. Mas o trabalho não termina aqui. Ainda temos muitos desafios para divulgar a cultura do nosso Estado”, pontuou.
 
O caboclinho é uma performance artística que reúne elementos de dança e música e apresenta narrativas de guerreiros e heróis, com forte influência da cultura indígena. Essa manifestação cultural existe desde o século XIX e tem fortes características da cultura afro e indígena brasileira

Musicalmente, recebe o aporte de instrumentos como o Caracaxá e a Preaca, que são exclusivos dessa manifestação típica da Região Metropolitana de Recife e na Zona da Mata Norte do Estado, sendo também muito populares no carnaval..
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia