Secretário de Turismo participa de reunião sobre regularização do AIRBNB em Fortaleza



O secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira acompanhou o encontro entre o prefeito Roberto Cláudio e o vice- presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e presidente do Sindihotéis Ceará, Manoel Cardoso Linhares. Participaram também a secretária municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz e o secretário de Finanças, Jurandir Gurgel.

Na reunião foi discutida a regularização e formalização dos serviços oferecidos em Fortaleza, através do site de aluguéis de acomodações AIRBNB. A proposta da rede hoteleira local é que as mesmas taxas e exigências dos hotéis convencionais também sejam aplicadas aos serviços da plataforma.

Para o secretário municipal de Turismo, Alexandre Pereira a proposta é válida, já que os hotéis pagam tributos e atendem a todas as exigências de alvarás. “O Airbnb oferece mais uma opção para o viajante, mas é necessária a regularização. Além de se tornar uma competição desleal, devido as despesas tributárias, a regulamentação se faz necessária também por questões de licenças e alvarás, uma segurança para quem aluga e para quem contrata o serviço”, declarou.

A previsão é que uma comissão seja formada na Câmara dos Vereadores para que o assunto seja analisado. “No primeiro momento, o prefeito Roberto Cláudio propôs uma comissão formada pelo turismo, finanças, urbanismo e vereadores para avaliar a proposta. Na sequência poderá ser criado um projeto de lei para regularizar e formalizar o serviço. Já estou enviando um ofício ao vereador Michel Lins, que está a frente da comissão de Turismo na Câmara”, concluiu o secretário.

O AIRBNB é um site que administra uma comunidade para que pessoas anunciem e reservem acomodações pela internet. O portal permite que qualquer um alugue sua casa completa ou apenas um ou mais quartos. A empresa atua como intermediária. No Brasil, a empresa conta com mais de 45 mil anúncios em mais de 22 estados e 670 cidades.
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia