Pauta diversificada movimenta a reunião da CS Eventos-Ceará


Pauta diversificada movimenta a reunião da CS Eventos


Auditório lotado na reunião da CS Eventos FOTO: Ana Beatriz Sugette/Divulgação Adece

Na manhã desta quarta-feira (22), no auditório da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (Adece) a presidente da Câmara Setorial de Eventos (CS Eventos), Enid Câmara, comandou a 46ª reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Eventos do Ceará. Participaram os representantes das empresas que integram a CS Eventos e convidados.

Sílvio Carlos Ribeiro e Enid Câmara FOTO: Edgony Bezerra

Enriqueceram a pauta de hoje o diretor superintendente do Sebrae, Joaquim Cartaxo Filho, que apresentou os projetos do Sebrae para o setor de turismo em 2017; e o diretor de Agronegócio da Adece, Sílvio Carlos Ribeiro, que mostrou as estratégias do órgão para o setor de eventos. Outros assuntos de interesse do turismo foram mencionados de forma rápida, com oferta de pauta para outras reuniões.

Entre os convidados, esteve presentes o secretário de Turismo de Juazeiro do Norte, Feitosa Júnior, que falou do propósito do novo prefeito, Arnon Bezerra, de organizar o turismo naquele município, com grande potencial religioso e de belezas naturais, como o Geopark. O secretário de Turismo de Caucaia, Paulo Guerra, que havia participado da reunião anterior, retornou para reforçar a importância deste espaço (a reunião), que tão bem acolheu a explanação do seu projeto para desenvolver o turismo de Caucaia.

Atenção aos temas apresentados FOTO: Edgony Bezerra

Joaquim Cartaxo começou sua exposição mostrando o desequilíbrio da urbanização regional e um levantamento econômico e territorial do Estado, evidenciando as metas do Sebrae através de um trabalho desenvolvido em 12 escritórios nos municípios. Na área do turismo, as metas são centralizadas em três projetos: Rota das Emoções, Rota das Falésias, Costa dos Ventos e Rota Verde do Café. Outros projetos mencionados são: Ibiapaba e Cariri. Em Fortaleza, numa parceria com a Prefeitura, está sendo modernizado o Mercado São Sebastião. Outras áreas da cidade serão contempladas.

No final da reunião, o momento de integração dos participantes FOTO: Ana Beatriz Sugette/Divulgação Adece
PROJETOS

Rota das Emoções – É um projeto de grande extensão territorial, abrangendo municípios do Ceará, Piauí e Maranhão: Jeri/Delta/Lençóis.

Rota das Falésias – É o mais novo projeto do Sebrae, implantado no litoral leste do Ceará, abrangendo os municípios de Aquiraz, Pindoretama, Cascavel, Beberibe, Fortim, Aracati e Icapuí. O projeto é gerido por um conselho gestor, formado pelos empresários do setor de turismo. A Rota das Falésias despertou o interesse do Rio Grande do Norte, que está incluindo cinco municípios do Polo Costa Branca, a partir de Tibau.

Costa dos Ventos – Um novo destino e um novo atrativo definem a Costa dos Ventos, formada pelos municípios de Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Paracuru, Paraipaba e Trairi, no litoral oeste do Ceará. O ponto alto desta rota são as atividades esportivas movidas pelos ventos, como kitesurf e windsurf, praticadas em grande escala na praia do Cumbuco, em Caucaia.

Rota Verde do Café – O projeto inova por trocar o litoral por uma região serrana, formada pelos municípios de Baturité, Guaramiranga, Pacoti e Mulungu. Nesta rota, a cultura do café desponta como tema motivador do turismo. O roteiro tem trilhas definidas e passa por atrativos históricos, sítios e fazenda de cultivo do Café de Sombra, com a presença de antigos produtores.

SETOR DE EVENTOS

O diretor de Agronegócio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Sílvio Carlos Ribeiro, falou sobre as estratégias da Adece para o setor de eventos. A Adece é um órgão do governo do Estado, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), com várias diretorias que trabalham a atração de investimentos.

Cabe à Adece a execução da política de desenvolvimento econômico, industrial, comercial, de serviços, agropecuário e de base tecnológica, articulando-se com os setores produtivos e atraindo e incentivando investimentos, além de criar condições para a competitividade dos setores econômicos do Estado do Ceará.

Para seu pleno funcionamento, foram criadas as Câmaras Setoriais (CSs), compostas por representantes das entidades privadas, organizações não governamentais e órgãos públicos relacionados aos respectivos segmentos produtivos. São 25 CSs, sendo duas temáticas: logística e comércio exterior. Ribeiro mostrou eventos que tiveram o apoio financeiro da Adece, e disse que este apoio pode ser através das CSs ou não. Para finalizar, ele disse que a oferta de recursos é pequena para os eventos demandados, mas existe esta possibilidade.

por Edgony Bezerra
www.edgonyonline.com.br/
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia