Salvador surpreende operadores de turismo internacional



A capital baiana recebeu representantes das 11 mais importantes empresas que comercializam o Brasil no mercado externo

De olho no turista internacional, a Salvador Destination e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) trouxeram para a capital baiana 11 dos mais importantes operadores de turismo que comercializam o Brasil no mercado exterior (incoming). O grupo, que esteve na cidade no período de 8 a 11 de dezembro, mergulhou numa programação com a cara do turista internacional, que encantou os participantes. "Percebe-se que as pessoas recuperaram o amor por Salvador e isso é muito importante, tanto para o turista como para quem vende o destino. Afinal, Salvador é uma capital completamente diferente das outras cidades brasileiras, pela sua gastronomia, religiosidade, cultura e seu povo encantador. Por tudo isso, voltamos a oferecer a capital baiana nas feiras internacionais que participamos. Queremos que mais turistas venham pra cá", afirmou Carolina Hue Moraes, diretora comercial da Blumar, uma das maiores operadoras de turismo receptivo internacional do Brasil. 


Segurança, limpeza e novas opções turísticas, como a orla, o Rio Vermelho e os fortes restaurados e convertidos em espaços culturais, também foram destacados pelos operadores convidados. "Gostei de ver Salvador revitalizada. Isto não beneficia apenas os moradores da cidade, é importante também para o receptivo internacional”, frisou Josie Corrêa, executiva da Elcotour, empresa suíço-brasileira que trabalha com o mercado europeu ocidental de idioma alemão francês e inglês. Segundo Josie, a Elcotour tem Salvador como um dos destinos preferenciais para venda no mercado exterior. "Rio e Salvador são os portões turísticos do Brasil", ressaltou. 


"Estive aqui em 2014, trazendo um grupo de turistas espanhóis, e a cidade estava cheia de obras. Era muito difícil se locomover por aqui. Hoje vejo os resultados dessas intervenções, a cidade está mais segura, bem policiada. Foi uma agradável surpresa ver Salvador se adaptando às necessidades do novo turista", pontuou Fernando Zavallo, diretor da Operadora Via Capi, operadora que tem como foco prioritário o mercado europeu e latino-americano. 



EMPREGO E RENDA - O secretário Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Érico Mendonça, destaca que o turismo é o principal segmento de geração de emprego e renda em Salvador. “A ideia de trazer os operadores foi fazer com que a capital baiana volte a ser inserida de maneira mais consistente nos mercados internacionais, aumentando o número desses visitantes na cidade, que hoje representa 15% do volume total de turistas", assinalou. 


A vinda dos incomings internacionais é mais uma ação voltada para o mercado externo promovida pela Salvador Destination em parceria com a Secult. Entre abril e maio deste ano, a entidade promoveu Salvador na Espanha e na Argentina; reuniu operadores internacionais no Rio de Janeiro e, em outubro, realizou o primeiro press trip com jornalistas europeus. “Em 2017, vamos desenvolver outras ações voltadas para esse importante mercado”, adianta o presidente da Salvador Destination, Paulo Gaudenzi.

Coluna Bahia
por Sara Barnuevo
Compartilhe on Google Plus

Postado por Mario Pinho

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia