Promotoria da Espanha pede pena de dois anos de prisão para Neymar


                Neymar (Foto:Divulgação)
O promotor José Perals da Audiência Nacional da Espanha solicitou nesta quarta-feira, 23, uma pena de dois anos de prisão para o atacante brasileiro Neymar, jogador do FC Barcelona e uma multa de 8,4 milhões de euros (36 milhões de reais) para o clube como pessoa jurídica pelo escândalo de corrupção nos negócios relativos à contratação do jogador pelo clube entre 2011 e 2013. 
Além do jogador foram acusados o presidente do Barcelona e o ex-presidente do clube Sandro Rosell, para este foi solicitado uma pensa de cinco anos de prisão. 
A peça de  acusação foi incluída no processo movido na Espanha pela empresa brasileira DIS, anteriormente dona de 40% dos direitos federativos do jogador.
Neymar possui contrato com o FC Barcelona até 30 de junho de 2021, com salário fixo de 15 milhões de euros (51,4 milhões de reais) líquidos por ano para o jogador, mais 10 milhões (34,3 milhões) variáveis, durante os próximos cinco anos. 
A cláusula de rescisão é de 200 milhões de euros (685 milhões de reais) no primeiro ano, 222 milhões (762 milhões) no segundo e 250 milhões (858 milhões) nos seus três últimos anos no Barça.
A empresa do pai de Neymar, NN Consultoria declarou em nota que todos estão tranquilos e que os contratos foram firmados com respeito aos preceitos legais, éticos e morais.
Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia