Google lidera ranking de empresas que mais produzem valor aos comunicadores



Atribuir valor ao público em tempo de crise não é tarefa fácil e passar pelo crivo de uma pesquisa que avalia dezenas de indicadores torna a empresa um destaque no mercado. Na quarta edição do ranking MVP (Mais Valor Produzido), o Google lidera a lista de 50 companhias que estão em dia quando o assunto é interação assertiva com a sua cadeia de stakeholders, composta por clientes, funcionários, fornecedores, acionistas, sociedade e País. A operação brasileira da multinacional americana foi considerada a empresa que mais produz e gera valor atualmente aos seus diferentes públicos.

Criada pela DOM Strategy Partners, consultoria 100% nacional, em parceria com o Centro de Inteligência Padrão – CIP, área responsável pela condução dos estudos do Grupo Padrão, o objetivo da pesquisa é mensurar, numa escala de 0 a 10, a capacidade da empresa em gerar e manter valor tangível e intangível aos stakeholders. No levantamento, são considerados 62 direcionadores como eficácia da estratégia corporativa, crescimento, valor de marca, relacionamento com clientes, governança corporativa, sustentabilidade, gestão de talentos, inovação e uso de tecnologias digitais, dentre outros ativos.

De acordo com o executivo a liderança do Google no ranking deste ano materializa esta máxima, como também, ressalta a importância de manter o diálogo aquecido com os stakeholders. “O Google apresentou uma série de benefícios que impactou na vida dos clientes e consumidores, por exemplo, como ferramentas versáteis e acessíveis de busca, e-mails, conferências, anúncios, análise ou armazenamento”, detalha Domeneghetti.

Outro ponto interessante constatado nesta edição do MVP é o fato de as empresas estarem mais aderentes ao termo “geração de valor”, como forma de dar protagonismo às boas práticas diante dos seus stakeholder em tempos de crise ética. A resposta desta nova maneira de pensar é vista com a saída da Petrobras e JBS, companhias que tinham presença constante nos rankings passados e que deixaram a lista após o envolvimento em escândalos de corrupção financeira.

Setores como engenharia, construção e telecomunicação também tiveram baixa perfomance. Diferente do mercado bancário, que fortaleceu sua presença no MVP, liderando pela 3ª vez consecutiva como o detentor de maior equilíbrio na entrega de valor para os diferentes públicos.

Para chegar as 50 instituições mais valiosas, a DOM debruça ao longo de 10 meses em uma série de documentos e indicadores coletados a partir de uma lista com as 1.000 maiores empresas, oriundas dos anuários da revista Exame e do jornal Valor Econômico. 

Confira o top 10 do ranking das Empresas que Mais Produzem Valor (MVP) no Brasil (0-10):

POSIÇÃO
EMPRESA
PONTUAÇÃO
2016
PONTUAÇÃO 2015
1
Google8,4258,243
2
Itaú-Unibanco8,3128,337
3
Bradesco8,2848,303
4
Whirlpool8,2728,229
5
Caixa Econômica8,2638,143
6
Coca-Cola8,2558,127
7
O Boticário8,2418,218
8
Johnson & Johnson8,2388,225
9
Ambev8,2298,207
10
Banco do Brasil8,2188,285





Compartilhe on Google Plus

Postado por Jefferson Victor

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia