Embratur comemora 50 anos de fundação



A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) está completando 50 anos. Criada pelo Decreto-Lei nº 55 de 18 de novembro de 1966, como empresa pública, no governo Fernando Henrique Cardoso e vinculada ao Ministério da Indústria e do Comércio.

Seu objetivo inicial era promover o desenvolvimento, a normalização e a regulamentação da atividade turística no Brasil.  Desde 2003 mudou o foco somente para a promoção, o marketing e a comercialização passaram a ser responsabilidades da Secretaria Nacional de Políticas de Turismo.

Desde a sua criação a Embratur tem feito tudo para aumentar o número de visitantes estrangeiros ao Brasil, mas nosso país continua recebendo menos turistas do que a ilha do Caribe, como Aruba, ou a cidade de Punta del Este no Uruguai ou o Cemitério Pére Lachaise, em Paris.

Para comemorar os 50 anos, a Embratur está convidando órgãos do governo, entidades e profissionais do turismo, parceiros e a comunidade acadêmica para participar do Fórum “O Futuro do Turismo Internacional - Perspectivas Brasil” que acontece quarta (16) e a Sessão Solene na Câmara dos Deputados, requerida pela Presidência da Frente Parlamentar Mista de Turismo, quinta (17).

Os eventos iniciam um calendário de ações que busca lançar um novo olhar sobre o papel do turismo e da Embratur para o País, alcançando os diferentes públicos de interesse.

O Fórum contará com especialistas nacionais e internacionais para debater “A indústria do Turismo face às ferramentas digitais de promoção e comercialização”, “O turismo de experiência e potencial natural do Brasil no cenário internacional”, além da “Embratur 50 anos – Missão e Visão do Futuro”, quando será apresentado o mapa estratégico que orientará as ações da instituição para os próximos anos. Também serão realizadas homenagens aos servidores e ex-presidentes do Instituto, seguido de coquetel.
 Resultado de imagem para vinícius lummertz
               presidente da Embratur, Vinicius Lummertz (Foto: Divulgação)

As respectivas solenidades contarão com a presença da diretoria e do presidente do Instituto, Vinicius Lummertz, do ministro no Turismo, Marx Beltrão, do presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Herculano Passos, do presidente da APEX Brasil, o embaixador Roberto Jaguaribe, secretários de turismo, entre outros parlamentares, autoridades e líderes empresariais.

Dentre os marcos dos 50 anos da Embratur, podem ser citados: a criação da entidade (1966), a mudança da sede do Rio de Janeiro para Brasília (1990), a criação do Programa Nacional de Municipalização do Turismo (1995) e do Ministério do Turismo (2003), a criação da Marca Brasil e o lançamento do Plano Aquarela, ambos em 2005.

O plano Aquarela: Marketing Turístico Internacional, ainda vigente, orienta as estratégias e define os mercados prioritários de atuação segundo critérios como o volume atual de turistas estrangeiros que visitam o Brasil, as receitas geradas, a acessibilidade aérea, marítima ou terrestre, as oportunidades de crescimento e as afinidades culturais.

O plano Aquarela define a promoção do Brasil no exterior por meio de cinco grandes segmentos: Sol e Praia, Ecoturismo e Aventura, Cultura, Esporte e Negócios, Eventos e Incentivos. E foi elaborado sob a coordenação do Ministério do Turismo e colaboração da empresa de consultoria internacional em turismo Chias Marketing, a mesma que elaborou certa vez o plano estratégico do turismo paraibano, mas que não foi implementado.

Os 50 anos da Embratur é motivo de comemoração, segundo Vinícius Lummertz, acontece no momento em que o Brasil atinge o ápice de exposição internacional, após um ciclo de grandes eventos bem sucedidos. Para o presidente da Embratur, a instituição conseguiu consolidar a imagem do Brasil e se prepara para encarar os desafios dos próximos anos neste competitivo setor.

A expectativa agora é que nosso país consiga receber cada vez mais turistas internacionais e atinja um número compatível com a nossa grandiosidade e atrativos turísticos.

Compartilhe on Google Plus

Postado por Rogerio Almeida

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia