Saúde para os Indígenas e quilombolas

Foto: Divulgação

Por causa da distância, fica difícil o acesso das comunidades indígenas e quilombolas a diversos serviços oferecidos nos grandes centros. Pensando nisso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) esteve no ginásio esportivo de Maravilha, nessa sexta-feira (22), durante a quarta edição do Governo Presente.

A Sesau ofereceu serviços de baixa complexidade, além de disponibilizar vacinas para atualizar a caderneta de vacinação de crianças, adultos e idosos. A promoção da saúde, com medições do índice de massa corpórea e orientações sobre obesidade, sedentarismo e má alimentação, além de aferição da pressão arterial e testes de glicemia, foram outros serviços ofertados no local.

A prevenção e controle do mosquito Aedes aegypti, transmissores da dengue, zika e chikungunya, não ficaram de fora, e chamou atenção dos presentes. "A gente só conhece a gravidade quando alguém que entende explica todos os perigos", disse Eudilene Lopes, acompanhada do marido e do filho no Governo Presente no Sertão.

As crianças da região também puderam aproveitar uma série de atividades recreativas e lúdicas. No foco das práticas os exercícios físicos, a prevenção de doenças e a alimentação saudável. Segundo a assessora técnica da Sesau, Júlia Levino, a ideia é oferecer os serviços de forma que alcancem o maior número de pessoas, além de atender a demanda da população local.

"Temos esse contato com as prefeituras, justamente, para que possamos descobrir as necessidades do povo e atendermos ao máximo essas demandas", explicou Julia Levino.


Tribo

Na sequência, a equipe da Sesau foi para uma comunidade indígena realizar ações de prevenção e conscientização. "Quando chegamos a uma região como essa, em um evento desse porte, é preciso conquistar o maior número de público e resolutividade", reforçou a secretária de estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska.

Compartilhe on Google Plus

Escrito por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia