'Não vai faltar segurança na Olimpíada do Rio', diz ministro da Defesa


Em discurso, o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, garantiu nesta quarta-feira (7) que não vão faltar dispositivos de defesa e de segurança para garantir tranquilidade nos Jogos Olímpicos, que começam no próximo dia 5 de agosto. Segundo o titular da pasta, 21 mil homens das Forças Armadas participação do esquema de segurança na cidade, durante a Rio 2016.

"Não vai faltar segurança na Olimpíada do Rio. De forma alguma, de maneira alguma", disse Jungmann, durante evento no qual detalhou a utilização das Forças Armadas para os Jogos, no Comando Militar do Leste, no Centro do Rio. O ministro afirmou ainda que houve uma solicitação do governador em exercício, Francisco Dornelles, para que fosse disponibilizado mais efetivo de Exército, Marinha e Aeronática no período dos Jogos.

"Quando falamos em 21 mil, estamos falando de Rio de Janeiro. Originalmente, a nossa previsão era de que teríamos 18 mil homens trabalhando diretamente nas olimpíadas aqui do Rio de Janeiro. Entretanto, houve uma solicitação do senhor governador [em exercício] Dornelles para que fosse disponibilizado mais efetivos e, então, nós colocamos mais três mil homens", explicou Jungmann", explicou o ministro. "Vamos atender a todos os requisitos que o Comitê Olímpico Internacional nos delegou realizar", garantiu Jungmann.

Para o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, o ponto positivo da segurança durante a Rio 2016 será a  integração das forças armadas, polícia federal e polícias 
do estado.

"Uma maneira de integração jamais vista. Uma maneira de integração de trabalho que avançou muito desde a Copa do Mundo. Uma integração de planejamento, de execução, pra que nós possamos garantir total segurança, total tranquilidade nos jogos olímpicos. Seja pros cariocas, seja pros brasileiros e estrangeiros que vêm ao Rio de Janeiro assistir às Olimpíadas", disse Moraes
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia