5 cidades brasileiras mais procuradas para curtir o inverno


21 de junho de 2016 - O inverno desse ano já deu mostras que será um dos mais rigorosos da década e, em algumas regiões do país, quando a temperatura diminui é que o movimento no turismo cresce. O Guichê Virtual, startup líder na venda de passagens de ônibus online no Brasil, estima que a busca por viagens para cidades com opções de atrativo para o frio aumente em 20% nos próximos finais de semana. Para ajudar a planejar seu destino, a empresa separou os 5 lugares no Brasil que estão sendo mais procurados para passar dias de lazer nessa estação.
1) Porto Alegre (RS)
Metrópole mais arborizada, alfabetizada e com IDH mais alto do país, a capital gaúcha recebe todos os anos milhares de turistas durante o inverno. Além dos hotéis e restaurantes, Porto Alegre oferece um contato com a natureza em lugares praticamente intocados pelo homem, como a Cabanha Costa do Cerro, onde o turista pode passear a cavalo ou a pé pela Mata Atlântica. Para quem prefere um tour mais urbano, a Prefeitura da cidade oferece a Linha Turismo, um ônibus de 4 metros de altura com o segundo andar aberto e que passa pelos atrativos históricos, arquitetônicos e culturais da região central.
2) Brumadinho (Inhotim) (MG)
Localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, Brumadinho sedia o Instituto Inhotim, entidade que abriga uma das coleções de arte contemporânea mais completas do Brasil, com uma série de pavilhões e galerias com obras de arte e esculturas expostas ao ar livre. O Instituto oferece uma proposta diferente da maioria dos museus, permitindo que as pessoas vivenciem ativamente o espaço. No Inhotim, o visitante passeia livremente por jardins, paisagens de florestas e ambientes rurais, lagos, trilhas, montanhas e vales.
3) Barra do Garças (MT)
A 500 quilômetros de Cuiabá, a cidade matogrossense de Barra dos Garças tem o maior potencial turístico do Estado. Os turistas que apreciam o misticismo se interessarão pelo portal interdimensional para Machu Picchu, supostamente localizado na Serra do Roncador, que fica dentro do território do município. A cidade incentiva esses mitos e até construiu um aeroporto para discos voadores para recepcionar os extraterrestres. Os passeios ecológicos também são muito incentivados na região, com dezenas de trilhas naturais, cachoeiras e rios.
4) Águas de Lindóia (SP)
A cidade no interior de São Paulo é considerada uma das mais baratas para passear no inverno. Além de ser uma das onze cidades integrantes do Circuito das Águas Paulista – com balneários, lagos, represas e fontes por todo seu território – Águas de Lindóia oferece um clima serrano agradável e uma rota completa de turismo rural: passeios nos bosques, parques e mergulhos em águas minerais naturais.
5) Caldas Novas (GO)
E já que o assunto é água, essa dica é para aqueles turistas que, assim como os ursos ou as aves migratórias, não acham o frio nada agradável. As cidades goianas de Caldas Novas e de Rio Quente são afortunadas pela Natureza, pois das trincas de suas rochas jorra água quente, graças à atividade vulcânica que havia há milhões de anos na região. As cidades reúnem o maior complexo de águas quentes naturais do planeta, com hotéis, pousadas e resorts para todos os gostos e bolsos.
Sobre o Guichê Virtual
A plataforma do Guichê Virtual permite que as pessoas comprem passagens de ônibus de diversas empresas para todo o Brasil. A startup foi fundada pelos empreendedores Thiago Carvalho, Rodrigo Barbosa e Halyson Valadão, trio de engenheiros do Instituto Tecnológico Aeronáutico (ITA), em São José dos Campos (SP).A empresa entrou em operação no início de 2013 com capital próprio dos sócios. Em 2016 recebeu sua primeira rodada de investimentos, liderada pela gestora de capitais Kaszek Ventures - fundo liderado por Hernan Kazah e Nicolas Szekasy, co-fundador e ex-CFO do Mercado Livre, respectivamente. Neste ano, a Guichê Virtual pretende consolidar sua liderança de mercado e superar a marca de 2 milhões de passagens vendidas.

POR SILVIO ROMERO

Compartilhe on Google Plus

Escrito por silvioromerojornalista

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia