FITPANTANAL 2016: Sedec/MT divulga o "Boletim Turismo em Números"

Durante o ano de 2015, a taxa de ocupação dos hotéis de Cuiabá foi de 55,15%, tendo sua alta no mês de agosto, quando atingiu 61,19%. A diária média girou em torno de R$ 189,21. 

Na comparação com outras capitais, Cuiabá não ficou muito abaixo, já que no mesmo período, São Paulo registrou taxa de 61% e Belo Horizonte 45%. Os dados estão inseridos no Boletim Turismo em Números, divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), na quinta-feira (21), durante a programação da Feira Internacional de Turismo do Pantanal, que segue até domingo (24), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. 

A maioria dos hóspedes em Cuiabá em 2015 é proveniente do estado de São Paulo (39,82%), seguido do Rio Grande do Sul (29,05%) e Rio de Janeiro (11,71%%). Mato-grossenses vindos do interior do Estado representaram 9,30% dos ocupantes. A rede hoteleira de Cuiabá e Várzea Grande conta com 117 unidades, entre hotéis e pousadas, totalizando 15.286 leitos, distribuídos em 6.385 acomodações, sendo 108 para Portadores de Necessidades Especiais (PNEs). 

Aeroportos 

No ano de 2015, o fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, atingiu 3,3 milhões de pessoas, sendo 1,652 milhão de desembarques e 1,650 milhão de embarques. No aeroporto Presidente João Batista Figueiredo, em Sinop, no ano passado foram 135 mil embarques e 137 mil desembarques, totalizando cerca de 273 mil passageiros. Já o aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco, em Rondonópolis, somou cerca de 49 mil embarques e 47 mil desembarques, totalizando a circulação de 96 mil pessoas. 

Empregos 

A respeito dos empregos gerados em atividades características do turismo em Mato Grosso, os dados referentes a 2014, mostram que o setor empregou no Estado 27.860 pessoas, sendo a maioria na alimentação (15.268). Na comparação com o ano de 2013, quando os empregos do setor somaram 11.134, o número de vagas nas atividades do turismo aumentou 150%, decorrente do evento da Copa do Mundo. As atividades que são consideradas características do turismo são agências de viagens, alimentação, alojamento, aluguel de transportes, cultura e lazer, transporte aéreo, transporte aquaviário e transporte terrestre. 

Outros dados 

Em 2015, foram 17 grandes eventos realizados em Cuiabá. Já o número de cadastros no Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas que atuam no setor do Turismo (Cadastur) saltou de 671 em 2014 para 696 no ano passado, totalizando aumento de 3,72%. 

As informações do Boletim foram compiladas de dados da Infraero, Ipea, administração dos aeroportos municipais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floretsa, Associação Brasileira da Indústria Hoteleira em Mato Grosso (ABIH-MT), Fundação Pantanal Convention and Visitors Bureau, Prefeitura de Cuiabá e Sindicatos de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS-MT). Participaram da pesquisa os hotéis Intercity, Holiday Inn, Deville, Golden Tulip, Slavieiro Executivo, Gran Odara, Delmond, Mato Grosso Palace, Hotel Mato Grosso, Hotel Fazenda Mato Grosso, Paiaguás e Global Garden. 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, o objetivo do Boletim é montar um banco de dados turísticos de Mato Grosso. “Não é possível fazer boas políticas públicas sem dados confiáveis para fazer análises e comparativos de como está indo o setor. Estamos trabalhando nisso desde o ano passado. Por enquanto ainda são dados localizados de Cuiabá e Várzea Grande, mas nossa ideia é expandir para todos os polos turísticos do Estado”. 

O secretário adjunto de Turismo da Sedec, Luis Carlos Nigro, explica que a ideia é transformar este boletim em algo periódico, com boletins trimestrais, e uma compilação mais aprofundada ao final de cada ano. “Queremos formar um Observatório de Turismo, com dados e análises precisas, monitorando o setor, que nos possibilitará fazer um planejamento das ações cada vez mais estratégico”. 

O presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso (Sindetur-MT), Oiran Gutierrez aprovou a iniciativa do Boletim. “Somos parceiros deste trabalho. Retomar este acompanhamento irá nos respaldar muito no nosso trabalho e investimentos nas nossas atividades”. 

Confira aqui o boletim completo ou no site www.fitpantanal.com.br 

Fonte: Sedec/MT
Compartilhe on Google Plus

Escrito por Equipe Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Adicione seu comentário sobre a notícia